terça-feira, 6 de março de 2012

CONEXÃO COM O CONHECIMENTO



Se você quer aprender a deitar as cartas terá que aprender a fluir com elas. Isso significa fluir com a própria vida. Abrir-se para as experiências e tirar sempre o melhor de tudo o que a vida manda para você. Essa postura fará toda a diferença em seu aprendizado.

Devemos ser porta vozes amorosos de nossas percepções. Isso quer dizer entre outras coisas: compaixão, respeito e consciência da responsabilidade dos conselhos, e do que possa vir a captar nas leituras. O universo é sensível a tudo o que mandamos para ele. As energias atuantes no agora mudam à medida que mudamos. Livre arbítrio e destino se entrelaçam, sendo este último sempre condicionado as nossas ações sejam elas por pensamento, palavras ou comportamentos. Por isso humildade é sempre uma qualidade bem vinda para quem se dispõe a aprender a tirar as cartas. Não somos detentores do destino, mas apenas seus intérpretes.

Escolha um baralho com o qual sinta afinidade e inicie a sua jornada. Nesse primeiro momento em que você inicia o seu relacionamento com as cartas é preciso  aguçar os sentidos e estimular a sua percepção. Saia do burburinho da mente e suas distrações e siga  em direção ao seu coração. Isso significa sentir e perceber o que não está visível, mas está ali. Inicie os estudos teóricos para conhecer os significados das cartas na sua origem isso é fundamental nesse primeiro momento. Captar a essência dos significados. Depois disso, vivenciar as cartas todos os dias. Isso vai ensiná-lo (a) a interpretar e fazer a leitura.
.
.

Pegue apenas os Arcanos Maiores. Muita gente só trabalha com eles, não é certo nem errado, apenas uma escolha. Embaralhe as cartas e corte em três (ex: da esquerda para a direita e depois da esquerda para a direita você une novamente o baralho), abra em leque e escolha uma ou, simplesmente, retire uma carta de onde quiser. Você deve criar o seu modo de conduzir a tiragem. Essa será a carta do dia. Leia o seu significado e acompanhe durante o período os acontecimentos a sua volta. Perceba a conexão, em algum momento algo importante poda apontar. Com isso você irá aos poucos conectando com as energias que cada uma representa. 

Cada Tarólogo tem a sua própria maneira de perceber os Arcanos. Isso é simples de entender, porque cada um de nós vê e percebe o mundo de um jeito único. Não há melhor nem pior, apenas diferentes. Por isso a busca pelo aprimoramento pessoal, desenvolvimento da percepção, abertura da sua visão em relação à vida fará toda a diferença. Permitindo uma qualidade na leitura e a captação de seus significados.

Inicie com esse exercício. Com o tempo você vai perceber que as cartas mandam mensagens à você, trazendo muitos conteúdos que você não vai encontrar nos livros. 
.

Nenhum comentário: